PATROCINADORES

Biden quer mais US$ 33 bilhões à Ucrânia

A proposta inclui mais de US$ 20 bilhões em ajuda militar, US$ 8,5 bilhões em auxílio econômico e US$ 3 bilhões em ajuda humanitária

O presidente americano Joe Biden está pedindo ao Congresso US$ 33 bilhões em assistência militar, econômica e humanitária para apoiar a Ucrânia “pelos próximos cinco meses”. Biden disse ser “crítico” que os legisladores dos EUA aprovem o pacote. A proposta inclui mais de US$ 20 bilhões em ajuda militar, US$ 8,5 bilhões em ajuda econômica e US$ 3 bilhões em ajuda humanitária.

Embora os EUA já tenham anunciado ajuda para a Ucrânia, as propostas são um aumento significativo da ajuda. “Não é barato”, detalhou Biden nesta quinta-feira (28). “Mas ceder à agressão será mais caro se permitirmos que isso aconteça.” Em uma carta ao Congresso, Biden disse que, mesmo que a União Europeia e os aliados da Otan aumentem suas próprias contribuições “maiores” para a defesa da Ucrânia, a necessidade de fornecer ajuda à Ucrânia “exigirá um investimento adicional substancial de nossa parte”.

“O que quero deixar claro para o Congresso e o povo americano é dele: o custo de não resistir a agressões violentas na Europa sempre foi maior do que o custo de se manter firme contra tais ataques”, escreveu ele.

O primeiro pedido de financiamento de Biden após o início da guerra, aprovado pelo Congresso no mês passado, foi inferior a US$ 14 bilhões. Na semana passada, o presidente Biden autorizou um segundo pacote de ajuda militar de US$ 800 milhões em algumas semanas, bem como US$ 500 milhões em assistência econômica direta.

Ajuda financeira total

Os EUA agiram rapidamente para ajudar a Ucrânia desde que a guerra começou no final de fevereiro. Isso inclui:

  • Liberação US$ 3,7 bilhões em assistência militar e de segurança total;
  • Desdobramento de mais de 100 mil soldados para países membros da Otan na Europa;
  • Imposição de sanções econômicas, congelamento de ativos e proibições de viagens a centenas de oligarcas e políticos russos;
  • Imposição de sanções a bancos russos e entidades de defesa;
  • Bloqueio dos principais bancos russos do sistema de mensagens Swift;
  • Proibição das importações de petróleo russo;
  • Proibição do uso do espaço aéreo doméstico por aeronaves russa.

O que MONEY REPORT publicou

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.