PATROCINADORES

Biden promete mais US$ 500 milhões em ajuda à Ucrânia

O americano assegurou a ajuda em uma ligação de quase uma hora com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky,

Os Estados Unidos darão ao governo da Ucrânia US$ 500 milhões extras em “ajuda orçamentária direta”, informou a Casa Branca na quarta-feira (30), marcando a última rodada de assistência dos EUA à medida que a invasão russa devasta a população, a economia e a infraestrutura da Ucrânia. Biden está incentivando os aliados dos EUA a também oferecer ajuda direta ao governo ucraniano, informou a Bloomberg, citando quatro fontes não identificadas.

Biden prometeu a ajuda em uma ligação de quase uma hora com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, durante a qual os dois líderes também discutiram assistência de segurança à Ucrânia e sanções contra a Rússia, de acordo com uma leitura da Casa Branca.

Zelensky disse em tweet que discutiu “apoio defensivo” e “ajuda macrofinanceira e humanitária” durante sua ligação com Biden.

Caos econômico na Ucrânia

A infusão de ajuda extra dos EUA ocorre enquanto a invasão da Rússia causa estragos na economia e na infraestrutura da Ucrânia. O Fundo Monetário Internacional estimou no início deste mês que a produção econômica do país encolherá pelo menos 10% este ano – mas as perdas podem chegar a 35% se a guerra se prolongar por um longo período de tempo. O orçamento do governo ucraniano provavelmente também será afetado: a receita tributária diminuirá e as despesas aumentarão um pouco, disse o FMI, e Zelensky prometeu tornar alguns impostos voluntários em meio à guerra.

O que MONEY REPORT publicou

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.