PATROCINADORES

Decisão do Fed puxa negociações para cima

O Ibovespa fechou em alta de 1,67% nesta quarta-feira (27), aos 101.437 pontos, maior patamar de fechamento desde 15 de junho. O dólar caiu 1,84%, cotado a R$ 5,25 no encerramento, seu menor valor desde 30 de junho, a R$ 5,23, o que conferiu à moeda brasileira o segundo melhor desempenho global na sessão. A bolsa brasileira ganhou fôlego na tarde desta quarta, após o Federal Reserve (Fed) elevar em 0,75 ponto percentual a taxa de juros dos Estados Unidos, para a faixa 2,25-2,5%, em linha com o que o mercado esperava. Por aqui, a agenda econômica não exerceu influência aparente sobre os negócios, com a maior parte dos movimentos atribuídos ora ao cenário externo ora ao âmbito corporativo.

As maiores altas foram das preferenciais da Gol (10,93%) e Pão de Açúcar (8,73%). As baixas, Telefônica Brasil (-3,21%) e Tim (-1,59%). Das cinco ações mais negociadas, quatro apresentaram evolução: preferenciais da Petrobras (1,1%), Vale (0,23%), preferenciais do Itaú Unibanco (0,34%), Ambev (1,08%) e PetroRio (-0,21%). O volume negociado foi de R$ 18,77 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.