Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Rejeição deixaria Bolsonaro atrás de Lula, Ciro e Doria no segundo turno, indica Ipespe

A pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômica (Ipespe) divulgada nesta sexta-feira (26) sobre intenções de voto para presidente em 2022 e sobre o atual governo mostra que Bolsonaro continua pessimamente avaliado para 54% dos brasileiros, enquanto 25% acham o desempenho ótimo/bom. Ainda no âmbito negativo, 63% desaprovam o governo, perante 31% que o aprovam. A baixa popularidade de Bolsonaro na presidência afeta diretamente as preferências eleitorais de momento, mas há índices substanciosos de indecisos ou que preferem anular ou votar em branco a serem conquistados. O Congresso Nacional também segue mal avaliado para 48%, com apenas 8% o considerando positivamente.

Eleições

Pesquisa espontânea

Lula tem 32% das intenções de voto, contra 22% de Bolsonaro. Ciro Gomes e Sergio Moro ficam com 3% cada e João Doria, com 1%. Marina Silva, Eduardo Leite e Datena não pontuaram. Brancos e nulos são 13% e os que não sabem ou não responderam, 25%

Pesquisa estimulada

1° turno – cenário 1

Lula vence todos os oponentes com 42% das intenções de voto. Bolsonaro fica em segundo com 25%, seguido de Sergio Moro com 11%, Ciro Gomes com 9% e João Doria com 2%. Mandetta, Rodrigo Pacheco e Luiz Felipe d’Avila ficaram com 1% cada. Nulos e brancos somaram 7% e 2% não souberam responder.

1° turno – cenário 2

Lula vence todos os oponentes com 42% das intenções de voto. Bolsonaro fica em segundo com 24%, seguido de Sergio Moro com 11%, Ciro Gomes com 9% e Eduardo Leite e Mandetta com 2% cada. Rodrigo Pacheco e Luiz Felipe d’Avila ficaram com 1% cada. Nulos e brancos ficaram em 6% e 2% não souberam responder.

2° turno

Lula vence em todos os cenários, mas de modo apertado, com no máximo 52% das intenções de voto. Bolsonaro perderia para Ciro, Doria e Lula, empatando técnicamente em 35% contra Eduardo Leite.

Economia

  • Para 69%, a economia está no caminho errado, enquanto 22% consideram que o rumo é o correto.  
  • Sobre as chances dos entrevistados manterem seus empregos atuais pelos próximos seis meses, 57% acreditam que sim e 36% acham que a chance é pequena.
  • A expectativa de endividamento nos próximos seis meses é muito alta para 35% do participantes, enquanto 22% acreditam que não irão se endividar demais. Já 30% acreditam que ficarão como estão.

A pesquisa

A pesquisa foi feita entre 22 e 24 de novembro. Foram entrevistadas mil pessoas acima dos 16 anos de todas as regiões brasileiras. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais e para menos. A confiança é de 95,5%.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.