Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Aplicativos mostram como reduzir a pegada pessoal de carbono

Enquanto governos discutem como o setor produtivo e as pessoas precisam encontrar formas rápidas de diminuir suas emissões de gás carbônico (CO2), a iniciativa privada segue o caminho iniciado pelas ONGs ambientais, mirando na conscientização da sociedade. Um dos instrumentos mais valiosos é a adoção de aplicativos que mostram o quanto os cidadãos comuns contribuem em seu cotidiano para o aumento das temperaturas. globais. Essas mensurações tornam a questão da sustentabilidade e da correção ecológica mais palpáveis, abrindo caminho para a pressão política pela mudança das matrizes energéticas e a adoção em larga escala dos créditos, um mercado que toma forma e se torna rentável. A busca por um mundo mais verde chega aos lares com a seguinte pergunta: “Qual é a sua pegada de carbono?”

Por meio de aplicativos ou sites, o indivíduo pode calcular e, quiçá no futuro, comercializar o que sequestra dos gases estufa da natureza, da mesma maneira que em alguns lugares é possível “vender” pela rede elétrica a energia captada por painéis solares (via smart grid, o que ainda não existe por aqui em larga escala).

Ainda de forma embrionária, o mercado de crédito de carbono tem tudo para ser uma mistura de produto financeiro com commodity agrícola, na qual o individuo é o próprio provedor do produto a ser comercializado pelas instituições certificadas. Quando as emissões de crédito se intensificarem, deverá haver maior controle do que é verde e o que é só parece verde (greenwashing), pois todas as iniciativas são bem-intencionadas, mas depende de toda a cadeia de rastreabilidade para ter efeito real.

Do carro à dieta, confira algumas

  • Act Greenpeace: organização verde do mundo considerada radical por alguns, o Greenpeace, não possui aplicativo para a finalidade, apenas desktop, e se propõe a calcular a pegada de carbono daqueles que acessam;
  • Ambify: criado pela Ambipar, empresa especializada em gestão de resíduos, permite os usuários calcular sua pegada de carbono pelo smartphone. A plataforma utiliza o blockchain, o que confere segurança e transparência às transações. Além de ajudar o meio ambiente, o app destina um percentual do valor, sem custo adicional, para projetos sociais em uma das instituições como o Instituto Jô Clemente (Antiga APAE de São Paulo), Médicos sem Fronteiras ou Instituto Luz Alliance;
  • Ambipar/Bradesco: além do Ambify, há também tem uma parceria com a mesma finalidade para os clientes do Bradesco que almejam mitigar seus impactos ambientais. O app da instituição tem uma aba para crédito de carbono;
  • Conservation Footprint: calcula a pegada de carbono dos usuários. Disponível em desktop (site);
  • For Good: incentiva o usuário a inserir informações como o tipo de veículo e qual é a matriz da energia que consome. Até o tipo de dieta familiar é calculado;
  • Greenly: app que recompensa com créditos as escolhas dos usuários por uma vida mais verde, medindo as emissões geradas ou evitadas por suas compras e ações, permitindo à pessoa física uma transição energética;
  • Map My Emissions: esta calculadora singular baseada no Google Maps, estima a pegada de carbono de quem atua no setor de transportes;
  • Nature Footprint: app internacional que também ajuda a gerar créditos de carbono pelas ações das pessoas físicas – quando for o caso;  
  • United Nations Carbon Offset Platform: é uma calculadora desenvolvida pela Organização das Nações Unidas (ONU). Proporciona um bom entendimento de quanto carbono o usuário utilizou durante a semana.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.