Document
PATROCINADORES

Resultados seguem tendência de gangorra

O Ibovespa teve uma elevação de 1,34% nesta quarta-feira (28), aos 126.285 pontos. Foi o melhor patamar desde 15 de julho (127.467). O dólar apresentou uma desvalorização de 1,31%, cotado a R$ 5,11 no encerramento. Foi o câmbio mais baixo desde 14 de julho (R$ 5,08). O desempenho do mercado (com queda de -1,10% na sessão anterior) e do câmbio refletem o caldo de fatores influentes em um mês de flutuações, alternando aversão e entusiasmo por parte dos investidores, de acordo com os humores políticos, o rumo das reformas, o comportamento da economia americana, a safra de balançpos em Wall Street, o avanço da vacinação e os preços das commodities.

As maiores altas na B3 foram da Weg (8,17%) e da BRF (3,20%). Das cinco ações mais negociadas, quatro evoluíram: Vale (2,73%), preferenciais do Itaú Unibanco (3,25%), preferenciais da Petrobras (2,06%), Natura (-6,38%) e preferenciais do Bradesco (2,34%). O volume na sessão foi de R$ 32,1 bilhões.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.