PATROCINADORES

Petrobras e Vale puxam patamar de volta aos 100 mil

O Ibovespa fechou em alta de 1,36% nesta segunda-feira (25), aos 100.269 pontos, maior patamar desde 8 de julho (100.289). O dólar caiu 2,35%, cotado a R$ 5,37 no encerramento, cravando a maior queda do ano. Os índices americanos reagiram positivamente com a expectativa sobre resultados corporativos, sem tirar do horizonte a pressão pela espera da decisão do Federal Reserve (Fed) sobre os juros do país, em que se projeta novo aumento de 0,75 ponto percentual. Por aqui, as negociações foram alavancadas pelas commodities, que se beneficiaram de um dia positivo para o petróleo e o minério de ferro. Os bancos também ajudaram a manter o índice nacional positivo.

As maiores altas foram das preferenciais da Petrobras (4,67%) e Petrobras (4,32%). As baixas, Grupo Pão de Açúcar (-7,04%) e IRB Brasil (-5,50%). Todas as cinco ações mais negociadas apresentaram evolução: preferenciais da Petrobras (4,67%), Vale (1,85%), preferenciais do Itaú Unibanco (1,46%), Petrobras (4,32%) e Omega Energia (2,94%). O volume negociado foi de R$ 17,21 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.