Pesquisar
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Ômicron volta a impactar mercados e dólar é o mais alto desde março

O Ibovespa fechou em baixa de 2,03% nesta segunda-feira (13), aos 105.019 pontos. O dólar subiu 1,02%, cotado a R$ 5,74 no encerramento. É o maior câmbio de fechamento desde 30 de março (R$ 5,76). A semana mais curta e de baixa liquidez, por causa do feriado de Natal, começou da mesma forma como terminou a anterior, com os mercados em queda devido às preocupações em torno da variante ômicron. Os temores se fortaleceram após alguns países da Europa retormarem medidas restritivas para conter uma quarta onda, reforçando o risco fiscal outra vez. No Brasil não foi diferente, com as preocupações pesando sobre o setor de turismo e companhias aéreas. Somou-se a esse ambiente os temores fiscais, o atraso no Orçamento de 2022 e receios com mais gastos, como a possibilidade de elevar o Auxílio Brasil já aprovado em R$ 400 para R$ 600. Além disso, os investidores monitoraram o andamento precoce das discussões para a corrida presidencial em 2022.

As maiores altas foram da JBS (1,43%) e Eneva (1,29%). As maiores perdas, das preferenciais da CVC Brasil (-8,76%) e da Locaweb (-7,13%). Todas as cinco ações mais negociadas apresentaram depreciação: preferenciais da Petrobras (-2,86%), Vale (-1,12%), preferenciais do Bradesco (-2,07%), ordinárias da Petrobras (-1,92%) e Banco do Brasil(-3%). O volume na sessão foi de R$ 25,05 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.

[monica]
Pesquisar

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.