PATROCINADORES

Inflação nos EUA traz 5% de perdas na semana

O Ibovespa fechou em baixa de 1,51% nesta sexta-feira (10), aos 105.481 pontos. Na semana, as perdas somam 5,06% – a pior desde outubro de 2021. O dólar subiu 1,49%, cotado a R$ 4,98 no encerramento, acumulando avanço de 4,3% na semana. A aversão ao risco marcou as negociações, com o avanço de 1% da inflação ao consumidor dos Estados Unidos. O índice de preços ao consumidor nos EUA (CPI, na sigla em inglês) teve forte aceleração em relação à alta de 0,3% registada em abril. Analistas esperavam, para maio, um avanço de 0,7%. Agora, a perspectiva do mercado com a inflação mais alta nos EUA é que o Federal Reserve acelere a alta dos juros. Ao longo da semana, foram seis quedas consecutivas. O novo lockdown na China impactou principalmente as empresas de commodities, que registraram quedas expressivas. Os investidores também sofreram com a instabilidade das ameaças fiscais, com o governo anunciando que pretende zerar o ICMS sobre combustíveis, sem explicar como compensará as perdas. A pauta ainda está aberta. Nos EUA os índices ficaram assim: Dow Jones, -2,72%; S&P500, -2,91%; Nasdaq, -3,52%.

As maiores altas foram da Qualicorp (7,39%) e CSN (3,98%). As baixas, Americanas (-10,63%) e unitárias do Banco Inter (-6,87%). Das cinco ações mais negociadas, quatro apresentaram retração: Eletrobras (-4,74%), Vale (0,02%), preferenciais da Petrobras (-1,40%), Banco do Brasil (-1,68%) e preferenciais da Eletrobras (-6,59%). O volume negociado foi de R$ 30,21 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.