PATROCINADORES

Commodities seguram temor de juros nos EUA

O Ibovespa fechou estável nesta quarta-feira (1°), aos 111.359 pontos. O dólar subiu 1,08%, cotado a R$ 4,80 no encerramento. O bom desempenho das commodities, mais uma vez, segurou as negociações no azul. Lá fora, porém, os índices acionários americanos registraram perdas em meio aos temores de investidores em torno da intensidade do ciclo de aumento de juros do Banco Central dos Estados Unidos. A divulgação do Livro Bege trouxe, como destaque, que alguns dos diretores do Federal Reserve mudaram suas perspectivas de crescimento para baixo e outros sinalizaram que houve uma desaceleração da alta dos preços. As preocupações com o ritmo de aperto monetário da economia norte-americana impactaram nas sessões: Dow Jones, -0,54%; S&P500, -0,75%; Nasdaq, -0,72%.

As maiores altas foram da Hypera (7,66%) e Weg (3,31%). As baixas, preferenciais da Azul (-5,82%) e unitárias do Banco Inter (-4,69%). Das cinco ações mais negociadas, três apresentaram retração: Vale (2,35%), preferenciais da Petrobras (-0,13%), preferenciais do Itaú Unibanco (-1,40%), preferenciais do Bradesco (-1,80%) e Hypera (7,66%). O volume negociado foi de R$ 24,17 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.