PATROCINADORES

Commodities impulsionam ganhos de 3,22% em maio

O Ibovespa fechou em leve alta de 0,29% nesta terça-feira (31), aos 111.350 pontos. No mês, os ganhos são de 3,22%. O dólar ficou estável, cotado a R$ 4,75 no encerramento. No acumulado de maio, a moeda norte-americana registrou perda de 3,85%. As negociações perderam fôlego nas últimas horas e acompanharam o ritmo das bolsas internacionais. A perda de terreno ocorreu diante da mudança de direção do petróleo, que engatou uma queda após notícia de que países discutem uma potencial suspensão da Rússia do acordo de produção da commodity. O movimento impactou as ações da Petrobras, que até então eram destaque de alta na sessão. Em paralelo, a China iniciou a reabertura das cidades interditadas pela política de covid, o que também aumentou o apetite ao risco dos investidores globais e reacendeu a demanda por commodities, que impulsionaram os ganhos em maio. Nos EUA, as bolsas não suportaram o ritmo do petróleo: Dow Jones, -0,67%; S&P500, -0,62%; Nasdaq, -0,41%.

As maiores altas foram da Marfrig (5,54%) e IRB (4,63%). As baixas, Hapvida (-3,59%) e Magazine Luiza (-3,12%). Das cinco ações mais negociadas, três apresentaram evolução: Vale (-0,51%), preferenciais da Petrobras (0,23%), preferenciais do Itaú Unibanco (0,93%), B3 (-0,23%) e Banco do Brasil (1,52%). O volume negociado foi de R$ 37,57 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.