PATROCINADORES

Combustíveis brecam resultados

O Ibovespa fechou em baixa de 1,55% nesta quarta-feira (8), aos 108.367 pontos. O dólar subiu 0,33%, cotado a R$ 4,89 no encerramento. É a quarta queda consecutiva do índice brasileiro que repercutiu o movimento dos mercados globais, em meio a preocupações persistentes com a inflação e medidas dos bancos centrais para contê-la. Nos Estados Unidos, a secretária do Tesouro Janet Yellen afirmou que a inflação em 8% no país é inaceitável e garantiu que o governo trabalha para reduzir o problema. Por aqui, o aumento dos riscos fiscais representados pelos projetos do governo para diminuir os preços dos combustíveis deixam o mercado instável. A quatro meses das eleições, o risco político vai mostrando sua face e pesando nas negociações. Nos EUA os índices ficaram assim: Dow Jones, -0,81%; S&P500, -1,08%; Nasdaq, -0,73%.

As maiores altas foram da Qualicorp (3,20%) e Hapvida (3,07%). As baixas, WEG (-5,93%) e Siderúrgica Nacional (-4,93%). Das cinco ações mais negociadas, quatro apresentaram retração: Vale (-3,44%), preferenciais da Petrobras (-0,49%), preferenciais do Itaú Unibanco (-1,92%), Eletrobras (0,81%) e Magazine Luiza (-2,13%). O volume negociado foi de R$ 22,34 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.