Document
PATROCINADORES

Bancos digitais devolvem ânimo em meio à cautela

Após acumular queda de 2,63% na última semana, o Ibovespa fechou em alta de 1,98% nesta segunda-feira (1°), aos 105.550 pontos. O dólar também registrou alta nesta sessão, subiu 0,40%, cotado a R$ 5,67 no encerramento, o valor mais alto em 6 meses – na máxima do dia, por volta das 12h, a chegou a R$ 5,69. O dólar está no nível mais alto desde 13 de abril, quando fechou a R$ 5,71. O dólar acumula valorização de 9,27% em 2021.

Apesar o movimento altista da bolsa, não foi o suficiente para recuperar as duras perdas da semana anterior. Vale ressaltar os papeis do Banco Inter foram fortemente valorizados pela expectativa de oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) do também digital e concorrente Nubank em Nova York. Apesar disso, o dólar ainda pressiona o real refletindo à cautela em relação a proposta de emenda à Constituição (PEC) dos precatórios que será votada nesta quarta-feira (3) na Câmara dos Deputados. Ainda hoje, o Banco Central (BC) leiloou US$ 700 milhões em contratos de swap cambial, que equivalem à venda de dólares no mercado futuro, mas a atuação foi insuficiente para conter a valorização da divisa.

As maiores altas foram Banco Inter (19,18%) e preferenciais do Banco Inter (18,40%). Todas as cinco ações mais negociadas apresentaram evolução: preferenciais da Petrobras (2,75%), Vale (0,99%), Petrobras (3,72%), preferenciais do Itaú Unibanco (3,97%) e Ambev (2,18%). O volume na sessão foi de R$ 28,20 bilhões.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.