PATROCINADORES

Apesar da Petrobras, negociações seguram zero a zero

O Ibovespa fechou estável, com leve alta de 0,21% nesta terça-feira (24), aos 110.580 pontos. O dólar subiu 0,13%, cotado a R$ 4,81 no encerramento. Depois de uma queda expressiva na abertura do pregão, motivada pelo desempenho da Petrobras após o governo anunciar a quarta troca no comando da estatal, as negociações conseguiram recuperar algum ritmo. Papéis ligados ao consumo doméstico também cederam com a divulgação da inflação acima do esperado e com a alta dos juros. Vale e bancos subiram e fizeram contraponto. O temor com a inflação americana também pressiona a curva de juros por aqui, que sobe em bloco. O barril de petróleo subiu 0,28%, cotado a US$ 113,74 e os mercados dos EUA fecharam mistos: Dow Jones, 0,12%; S&P500, -0,81%; Nasdaq, -2,35%.

As maiores altas foram da PetroRio (3,90%) e Equatorial (3,56%). As baixas, CVC (-6,3%) e preferenciais da Azul (-5,78%). Das cinco ações mais negociadas, três apresentaram evolução: preferenciais da Petrobras (-3,06%), Vale (1,35%), preferenciais do Itaú Unibanco (1,51%), Banco do Brasil (-0,23%) e preferenciais do Bradesco (2,1%). O volume negociado foi de R$ 29,13 bilhões.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.