PATROCINADORES

Fim da produção de máscaras; brócolis contra covid; mortes caem

Máscaras somem de linhas de produção nacionais

A centenária Lupo, a maior fabricante nacional de máscaras de proteção contra a covid-19, decidiu suspender a produção do acessório no seu parque fabril de 130 mil metros quadrados, com unidades em Araraquara (SP) e Itabuna (BA), apurou a Folha de S. Paulo. Outras fabricantes, como a gaúcha Fiber Knit, tomaram a mesma iniciativa. A produção das máscaras esportivas da marca, que foram o acessório oficial da equipe olímpica do Brasil no ano passado, chegou a 12 mil unidades por dia, mas desde fevereiro está suspensa. Até agora, a empresa vendeu 4,5 milhões de unidades. A Raia Drogasil, a maior rede nacional de farmácias, com cerca de 2,5 mil lojas espalhadas pelo país, informou que o pico de vendas de máscaras se deu entre janeiro e abril de 2021. E que a partir de então as vendas se “estabilizaram”. Ainda assim, informou a empresa, as vendas de fevereiro deste ano foram 13% superiores às de fevereiro do ano passado.

Produto dos brócolis ajuda a prevenir covid e resfriado

Uma equipe de cientistas norte-americanos investigou a capacidade do sulforafano — um produto químico dos brócolis e de outras verduras — em proteger o organismo da covid-19 e do resfriado comum (HCoV-OC43). Em testes in vitro e em experimentos com roedores, o composto apresentou bons resultados. Publicado na revista científica Nature Communications Biology, o estudo sobre o composto químico dos brócolis foi liderado por pesquisadores do Johns Hopkins Children’s Center, nos Estados Unidos. Agora, a próxima etapa deve envolver testes com humanos. Vale explicar que brócolis, repolho, espinafre, rúcula e couve são ricos em glucosinolatos. Quando ingeridos pelo corpo, os glucosinolatos são transformados em diversos nutrientes, como o sulforafano. Esse é o composto potencialmente benéfico na luta contra a covid-19.

 O que MONEY REPORT publicou

Média de mortes mais baixa desde 21 de janeiro

Brasil segue em baixa no número de casos e de mortes por covid-19 nos últimos 7 dias. A média móvel de mortes foi de 269, a mais baixa desde 21 de janeiro. A média de novos casos no período foi de 34.145. A vacinação está completa em 74,3% dos brasileiros. Seis estados não divulgaram dados novos da pandemia: AC, AP, GO, PR, RR e SC. Segundo boletim divulgado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a taxa de ocupação de leitos para covid-19 caiu de 61%, em janeiro, para 58%, em fevereiro. A taxa é calculada com base em informações de operadoras privadas de saúde. Samara Sadeck dá os detalhes.

Fim dos testes para turistas vacinados na Austrália

Austrália anunciou o fim da exigência de teste de covid-19 antes do embarque para viajantes totalmente vacinados. A medida começa a valer no dia 17 de abril, como anunciada pelo ministro da Saúde da Austrália, Greg Hunt, nesta sexta-feira (25). Atualmente, os turistas internacionais que querem visitar o país devem fazer um teste de PCR até três dias antes de viagem ou um teste de antígeno dentro de 24 horas antes do embarque. Os viajantes internacionais que chegam e saem da Austrália ainda serão obrigados a fornecer prova de vacinação e usar máscara durante os voos internacionais. Hunt disse ainda que as restrições ao Covid não serão renovadas após 17 de abril, “à medida que a Austrália avança para viver sem a Covid-19”, acrescentando que as restrições às operações de cruzeiro também terminarão nessa data, como já divulgado pelo M&E.

Painel Coronavírus


Vacinados
• 11,05 bilhões de doses administradas (140,19% da população global — cumulativo, incluindo doses de reforço e estoques)
• 5,03 bilhões de pessoas atendidas (63,9% da população mundial)
• 85,26 milhões de pessoas nos países de baixa renda (14,1% entre os mais pobres)
• 406,13 milhões de doses aplicadas no Brasil (190% da população)

Primeira dose
• 547,03 milhões no mundo (6,95% da população com a primeira dose)
• 27,60 milhões nos países de baixa renda (4,15% entre os mais pobres)
• 16,08 milhões no Brasil (7,53% da população)

Segunda dose
• 4,48 bilhões no mundo (56,92% da população)
• 65,84 milhões nos países de baixa renda (9,90% entre os mais pobres). Dado corrigido pela segunda semama.
• 158,89 milhões no Brasil (74,49% da população)

Doses de reforço
• 1,47 bilhão no mundo (18,74% da população)
• 72,25 milhões no Brasil (33,87% da população)

Todos os dados de vacinação no Brasil nesta semana vieram do Consórcio de Veículos de Imprensa

Casos no Brasil
29.767.681 – acumulado
• 38.285 – média móvel dos últimos 7 dias encerrados em 18/03 (queda de 19,11%)
• 28.163.904 – recuperados
• 752.410 – em acompanhamento (queda de 27,59% entre 11/03 e 18/03)
• 14.072,6 – casos acumulados por grupos de 100 mil

Mortes no Brasil
• 658.310– óbitos confirmados (acumulado)
• 312 – média móvel dos últimos 7 dias encerrados em 18/03 (queda de 32,2%)
• 2,2% – taxa de letalidade
• 313,3 – óbitos por grupos de 100 mil

– Dados atualizados em 25/03/2021

Fontes: Ministério da Saúde, secretaria estaduais e municipais de saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), consórcio de veículos de imprensa, Organização Mundial de Saúde (OMS) e Universidade Johns Hopkins

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.