PATROCINADORES

Coquetel da AstraZeneca neutraliza subvariantes da ômicron

Primeiros dados analisam o impacto do tratamento com Evusheld após recente aumento global de casos

A AstraZeneca informou nesta segunda-feira (21) que seu coquetel à base de anticorpos para prevenir e tratar a covid mantém atividade neutralizante contra subvariantes ômicron, incluindo a BA.2, altamente contagiosa. O resultado foi obtido em estudo de laboratório independente.

Esses são os primeiros dados que analisam o impacto do tratamento Evusheld, da AstraZeneca, em “primas” da variante, após recente aumento global de casos. A farmacêutica anglo-sueca declarou, em dezembro, que outro estudo de laboratório mostrou que o Evusheld mantinha atividade neutralizante contra a ômicron.

Dados de estudo mais recente, da Universidade de Washington, nos Estados Unidos (EUA), mostraram que a terapia reduziu a quantidade de vírus detectada em amostras – carga viral – de todas as subvariantes da ômicron testadas em pulmões de ratos, afirmou a AstraZeneca. O estudo ainda precisa ser revisado. Nos testes, o Evusheld reduziu em 77% o risco de desenvolver covid sintomática, afirmou o regulador de medicamentos do Reino Unido na semana passada, depois de aprovar a terapia para prevenir infecções em adultos com baixa resposta imune.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.