PATROCINADORES

Surto de covid fecha Disney de Xangai

Foram 24 novos casos sintomáticos domésticos e 734 infecções assintomáticas, segundo boletim do governo

O parque temático da Disney em Xangai fechou suas portas nesta segunda-feira (21) em resposta ao crescente número de casos de covid-19 na China. A empresa não ofereceu nenhuma indicação de quando o parque poderia reabrir. “Continuaremos monitorando a situação da pandemia e consultando as autoridades locais, e notificaremos os hóspedes conforme assim que tivermos uma data confirmada para retomar as operações”, anunciou a Disney.

O parque e as áreas comerciais adjacentes já haviam sido fechadas entre janeiro e maio de 2020, quando a China sofreu sua primeira onda do surto do novo coronavírus.

Quinta onda

O anúncio de fechamento vem no mesmo dia em que o governo da China registrou alta de casos em Xangai. Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira, Xangai registrou 24 casos sintomáticos de covid-19 até 20 de março. Outros 734 casos assintomáticos também foram notificados. As autoridades identificaram também 33 áreas de alto risco e 538 áreas de médio risco em todo o país. Eles disseram que no domingo detectaram 2.027 novos casos confirmados e mais 2.492 casos assintomáticos. O número assintomático é o maior deste ano.

Durante a pandemia, a China continental manteve os números do covid-19 muito baixos em comparação com muitos países no exterior. Conseguiu isso através de uma combinação de restrições nas fronteiras, bloqueios localizados e testes em massa. Cerca de 3,22 bilhões de doses de vacinação foram administradas. Agora, no entanto, o país está registrando seus maiores números de infecções no que pode ser o início de uma quinta onda. Isso está causando novos bloqueios e o fechamento de um grande número de cinemas.

Embora os novos números de casos ainda sejam muito baixos em comparação com a população de 1,4 bilhão da China e insignificantes além de outros países e territórios, o aumento representa perigos reais. Há dúvidas sobre a eficácia das vacinas fabricadas na China e, devido aos baixos níveis de infecção, apenas uma pequena fração da população desenvolveu imunidade natural à doença.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.