Document
PATROCINADORES

Witzel sofre impeachment no Rio

Foi aprovado pelo Tribunal Especial Misto (TEM) o impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), nesta sexta-feira (30). Com o voto de Alexandre Freitas (Novo), o tribunal alcançou os sete votos necessários para a condenação (mais de dois terços). Agora, o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), assume o governo em definitivo.

Os desembargadores Fernando Foch de Lemos Arigony da Silva, José Carlos Maldonado de Carvalho e Maria da Glória Bandeira de Mello e os deputados estaduais Carlos Macedo (Republicanos), Chico Machado (PSD) e Waldeck Carneiro (PT) também votaram pelo afastamento. Witzel é o primeiro governador afastado do Rio de Janeiro desde a redemocratização.

Entenda o caso

Em agosto de 2020, Wilson Witzel foi afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), no âmbito da Operação Tris in Idem, um desdobramento da Operação Placebo, que investiga corrupção em contratos públicos na Saúde do estado do Rio de Janeiro. Witzel é apontado como beneficiário de R$ 554,2 mil em propinas intermediadas pelo escritório de advocacia de sua esposa, Helena Witzel.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.