Document
PATROCINADORES

PGR quer abertura de inquérito para investigar Salles

A Procuradoria-Geral da República enviou ao STF um pedido para a abertura de um inquérito para investigar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O caso, que tem a ministra Cármen Lúcia como relatora, é baseado na notícia-crime apresentada pelo delegado Alexandre Saraiva, ex-chefe da Polícia Federal do Amazonas. Saraiva apontou que Salles teria obstruído a apuração de uma apreensão de madeira e teria atuado para defender o interesse de madeireiros ilegais. Se a Corte der o aval, o ministro deve ser investigado por suspeita dos crimes de advocacia administrativa, dificultar a fiscalização ambiental e embaraçar a investigação de infração que envolva organização criminosa. Ricardo Salles é alvo de um outro inquérito autorizado pelo Supremo, sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes. No início de maio, a Polícia Federal deflagrou a Operação Akuanduba e cumpriu mandatos de busca e apreensão no gabinete e outro endereços ligados ao ministro. A PF apura o envolvimento dele em um provável “grave esquema de facilitação ao contrabando de produtos florestais”. Salles nega as acusações.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.