PATROCINADORES

Moro vê adiamento de juiz de garantias como oportunidade para “correção de equívocos”

O ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) comentou no Twitter a decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, de adiar por seis meses a implantação do chamado juiz de garantias. Crítico da iniciativa, que não estava na proposta original do pacote anticrime, Moro afirmou que o prolongamento do prazo para o Judiciário se adequar às novas regras permitirá uma discussão mais ampla para ajustes.

“Embora eu seja contra o juiz de garantias, é positiva a decisão do ministro Dias Toffoli de suspender, por seis meses, a sua implementação. Haverá mais tempo para discutir o instituto, com a possibilidade de correção de, com todo respeito, alguns equívocos da Câmara”, publicou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.