PATROCINADORES

Milton Ribeiro pede para sair do MEC

Medida seria para evitar mais desgastes ao governo em ano eleitoral. Ministro dividia funções de comando com dois pastores acusados de cobrar propina de prefeitos

Dias após a abertura de um inquérito pelo Supremo Tribunal Federal (STF), além de investigações da Polícia Federal (PF) sobre um suposto esquema de corrupção no Ministério da Educação, o ministro Milton Ribeiro deixou o cargo à disposição do presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação de interlocutores da ala política do mandatário foi confirmada nesta segunda-feira (28). A medida seria para evitar mais desgastes ao governo em ano eleitoral. Bolsonaro teria aceitado a decisão de Ribeiro, que deve deixar o cargo até 1º de abril.

As investigações dão conta que Milton Ribeiro dividia funções de comando do MEC com dois pastores acusados de cobrar propina de prefeitos em troca de liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Ribeiro é o quarto ministro da Educação da gestão Jair Bolsonaro. Ele assumiu em julho de 2020.

O que MONEY REPORT publicou

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.