Document
PATROCINADORES

Marco Aurélio vota a favor de depoimento por escrito de Bolsonaro

O plenário virtual do STF vai julgar entre 2 e 9 de outubro o recurso apresentado pelo Advocacia-Geral da União (AGU) para que o presidente Jair Bolsonaro apresente por escrito as explicações no inquérito que apura uma suposta interferência indevida na Polícia Federal para proteger familiares e amigos. Relator substituto do caso, o ministro Marco Aurélio Mello concluiu seu voto e se posicionou favoravelmente ao pedido da AGU. Ele contrariou o relator original, ministro Celso de Mello, que determinou que o depoimento de Bolsonaro à PF seja presencial. O decano apontou que a medida era necessária pelo fato de o presidente estar envolvido no caso como investigado. Já Marco Aurélio defendeu a prerrogativa de Bolsonaro depor por escrito. No plenário virtual, os demais ministros inserem o voto no sistema interno do STF, sem debates. O julgamento só vai para o plenário físico, abrindo espaço para discussões, se houver pedido de vista de algum integrante da Corte.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.