PATROCINADORES

Frente Parlamentar Brasil-China quer a saída do chanceler Ernesto Araújo

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo (imagem), se tornou um problema diplomático. Pelos menos aos olhos da Frente Parlamentar Brasil-China. O presidente do grupo, Fausto Pinato (PP-SP), defendeu abertamente a demissão do chanceler. O político enviou um ofício ao presidente chinês, Xi Jinping, pedindo a liberação dos insumos necessários para a produção de vacinas no Brasil. O deputado também criticou a atabalhoada conduta brasileira perante a Índia, que culminou nos entraves para a importação do imunizante da AstraZeneca/Oxford. “Só gente burra vai brigar com a China, os EUA e a Índia. Como ficamos na política do negacionismo, da gripezinha, da ala olavista, estamos agora lá atrás”, criticou.

O posicionamento trumpista do governo de Jair Bolsonaro foi posto à prova com vitória de Joe Biden, apontou o artigo da Bloomberg. Em entrevista à agência, o chanceler afirmou esperar a boa vontade e a compreensão de Biden, uma tarefa complicada, já que Bolsonaro alegou fraudes na eleição dos EUA.

Deputado Fausto Pinato (PP-SP) / Agência Câmara

Para Pinato, a atuação de Araújo é desastrosa: “Somos mal vistos na Europa, China, Estados Unidos, América Latina e na Índia. Há um desespero. É um diplomata de carreira, mas sem preparo”. Também sobraram críticas ao governador paulista, João Doria (PSDB), que entrou na guerra das vacinas travada contra o Planalto, e ao deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que se mete em assuntos do governo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − quatro =

Pergunte para a

Mônica.