Document
PATROCINADORES

Dias paga fiança e é solto 6 horas após ser detido na CPI

Menos de seis horas após ser detido durante seu depoimento, por determinação do presidente na CPI da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM), o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, estava livre. Ele pagou fiança de R$ 1.100 e foi liberado por volta das 11h, deixando as instalações da Polícia Legislativa, para onde foi encaminhado por volta das 17h30. Ele poderá ser processado, mas há um movimento entre os senadores para evitar este desgaste.

Irritado, Aziz alegou que Dias mentiu durante suas explicações aos senadores, o que se configuraria crime de perjúrio. Os parlamentares queriam saber de seu suposto envolvimento no caso dos contratos supeitos para a compra superfaturada da vacina Covaxin, envolvendo uma representante brasileira e uma off-shore de Cingapura. Dias negou tudo e disse que era vítima de um complô.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.