PATROCINADORES

Roberto Dias recebe voz de prisão na CPI

Depoente da CPI da Pandemia, o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, recebeu voz de prisão durante a sessão desta quarta-feira (7). Por volta das 17h30, ele foi acusado de mentir pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), que determinou sua detenção diante das câmeras. “Chame a polícia do Senado. O senhor está detido pela presidência da CPI”, afirmou Aziz, que citou os áudios que contradizem seu depoimento. Houve tumulto, com discussão entre o senador e a representante de Dias. “Se eu estiver cometendo arbitrariedade, ele tem o direito de entrar com uma ação contra mim”, afirmou o senador, antes de encerrar a sessão. Foi a prisão detenção da CPI.

Dias foi exonerado do cargo após supostas denúncias de corrupção da pasta envolvendo a vacina Covaxin e a Precisa Medicamentos. Além disso, ele também foi apontado como integrante de um esquema de recebimento de propinas pelo policial militar e suposto vendedor da Covishield pela Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti.

O ex-diretor do Ministério da Saúde chegou a afirmar que Dominguetti era “picareta”, se declarou inocente, vítima de um complô, e que seu encontro com o suposto vendedor de vacinas e o coronel da reserva, Marcelo Blanco, assessor de Logística do ministério, em um restaurante de shopping, em Brasília, foi algo “incidental”.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.