Document
PATROCINADORES

Roberto Dias recebe voz de prisão na CPI

Depoente da CPI da Pandemia, o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, recebeu voz de prisão durante a sessão desta quarta-feira (7). Por volta das 17h30, ele foi acusado de mentir pelo presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), que determinou sua detenção diante das câmeras. “Chame a polícia do Senado. O senhor está detido pela presidência da CPI”, afirmou Aziz, que citou os áudios que contradizem seu depoimento. Houve tumulto, com discussão entre o senador e a representante de Dias. “Se eu estiver cometendo arbitrariedade, ele tem o direito de entrar com uma ação contra mim”, afirmou o senador, antes de encerrar a sessão. Foi a prisão detenção da CPI.

Dias foi exonerado do cargo após supostas denúncias de corrupção da pasta envolvendo a vacina Covaxin e a Precisa Medicamentos. Além disso, ele também foi apontado como integrante de um esquema de recebimento de propinas pelo policial militar e suposto vendedor da Covishield pela Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti.

O ex-diretor do Ministério da Saúde chegou a afirmar que Dominguetti era “picareta”, se declarou inocente, vítima de um complô, e que seu encontro com o suposto vendedor de vacinas e o coronel da reserva, Marcelo Blanco, assessor de Logística do ministério, em um restaurante de shopping, em Brasília, foi algo “incidental”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.