Document
PATROCINADORES

Bolsonaro e integrantes de comitiva cumprirão menos de meio isolamento

O presidente Jair Bolsonaro e os membros da comitiva à 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas que mantiveram contato com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, diagnosticado com covid-19 na terça-feira (21), permanecerão em isolamento pelos próximos 5 dias – em vez do período recomendado de 14 dias. Por enquanto, nenhum deles contraiu o vírus, indicam os testes RT-PCR, que serão refeitos no fim de semana. As informações são da Secretaria Especial de Comunicação do Palácio do Planalto, na noite desta quarta-feira (22). A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) havia recomendado isolamento por 14 dias. Contrariando o protocolo internacional mais aceito para essas situações, se os resultados forem negativos no domingo (26), Bolsonaro e os demais se darão por liberados para serem acompanhados por médicos até o 14º dia, enquanto circularão livremente, mesmo estando na janela imunológica. De acordo com secretário comunicação do Palácio, André de Sousa Costa, as medidas seguem o Guia de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.