Document
PATROCINADORES

Produção industrial cai 2,4% em março, aponta IBGE

O IBGE divulgou nesta quarta-feira (5) que a produção industrial no país retraiu 2,4% em março em relação a fevereiro. Foi a segunda queda mensal depois de um ciclo de nove meses de resultados positivos. O recuo de março foi puxado principalmente pela queda de 8,4% na produção de veículos automotores, reboques e carrocerias. Agora, a indústria acumula no ano um crescimento de 4,4% e, considerando os últimos 12 meses, uma contração de 3,1%.

O gerente da pesquisa, André Macedo, destacou que o desempenho do setor em fevereiro e março teve como pano de fundo o recrudescimento da pandemia nos primeiros meses de 2021, que culminou na intensificação das medidas de distanciamento social. “Isso faz com que haja maior restrição das pessoas, o que provoca a interrupção das jornadas de trabalho, paralisações de plantas industriais e atrapalha toda a cadeia produtiva, levando ao encarecimento e à falta de insumos para o processo produtivo. Isso afeta o processo de produção como um todo”, afirmou.

Entre as atividades, além da baixa no segmento de veículos automotores, outras influências negativas foram: atividades de confecção de artigos do vestuário e acessórios (-14,1%), de outros produtos químicos (-4,3%), de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-9,4%), de couro, artigos para viagem e calçados (-11,2%), de produtos de borracha e de material plástico (-4,5%), de bebidas (-3,4%), de móveis (-9,3%), de produtos têxteis (-6,4%) e de produtos de minerais não metálicos (-2,5%).

Por outro lado, os principais avanços vieram das indústrias extrativas (5,5%), outros equipamentos de transporte (35%) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (1,7%).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.