Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Evolução de Bolsonaro e exterior puxam Ibovespa para cima

Evolução de Bolsonaro e exterior puxam Ibovespa para cima

O Ibovespa volta a operar em alta nesta terça-feira (12), um dia após recuar 0,98%, retornando ao patamar dos 94 mil pontos, e uma semana depois de o índice superar os 98 mil pontos, em sua máxima histórica. Às 11h38, o Ibovespa avançava 1,02%, aos 95.374 pontos, entre o valor mais alto do pregão (95.843) e a mínima até o momento (94.420).

O desempenho do principal índice da bolsa brasileira é impulsionado, em parte, pela evolução no quadro clínico do presidente Jair Bolsonaro, que foi autorizado pela equipe médica do Albert Einstein a deixar o hospital na quarta (13). A possível alta de Bolsonaro é considerada uma boa notícia para os investidores, pois deve acelerar a apresentação da proposta de reforma da Previdência, que ainda depende do aval do presidente.

Nos Estados Unidos, avanços nas negociações entre congressistas democratas e republicanos para evitar um novo shutdown no governo americano dão fôlego aos mercados globais. As principais bolsas asiáticas fecharam o dia em alta, enquanto os índices europeus operam em terreno positivo, assim como os futuros dos americanos S&P 500 (0,70%) e Dow Jones (0,79%).

Entre as cinco ações mais negociadas da sessão, três registravam alta: preferenciais da Petrobras (2,74%), Vale (1,31%) e Itaú Unibanco (1,25%). Os papeis da Sabesp (-5,75%) e BB Seguridade (-3,62%) operavam em baixa. O dólar comercial recuava 1,06%, negociado por R$ 3,72.

Por que é importante
A trajetória do Ibovespa está relacionada com idas e vindas na tramitação da proposta de reforma da Previdência, fundamental para o Brasil realizar seu ajuste fiscal e voltar a crescer de maneira consistente
Quem ganha
As ações da Qualicorp registravam a maior alta do dia: 4,18%, cotadas a R$ 15,46
Quem perde
As ações da Sabesp registravam a maior queda do dia: 5,75%, cotadas a R$ 36,05

Envie seu comentário