PATROCINADORES

Mundo com menos mortes; alerta na Grã-Bretanha; inflamação grave

Mortes têm queda de 43% no mundo em uma semana

A quantidade de novas mortes semanais em decorrência da covid-19 em todo o mundo diminuiu em 43% durante a semana de 28 de março a 3 de abril, em comparação com a semana anterior. Após o aumento observado durante a primeira quinzena de março de 2022, o número de novos casos da doença caiu 16%. As informações foram divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na terça-feira (5), em atualização semanal do boletim epidemiológico.

Mais de dois terços dos africanos podem ter contraído covid
Covid-19: África regista mais 187 mortes e supera os 900 mil recuperados -  Mundo - SÁBADO

Um estudo da OMS afirma que mais de dois terços dos africanos podem ter sido expostos à covid e contraído o vírus, nos últimos dois anos. A possibilidade é 97 vezes superior aos casos reportados. Os testes de laboratório detectaram 11,5 milhões de casos de covid e 252 mil mortes no continente africano. O documento analisa mais de 150 estudos publicados entre janeiro de 2020 e dezembro de 2021. Foi descoberto que a exposição subiu de apenas 3%, em junho de 2020, para 65%, em setembro de 2021. Devido ao acesso limitado a centros de detecção da doença, milhões de casos deixaram de ser notificados.

 O que MONEY REPORT publicou:

Fiocruz e Harvard explicam inflamação grave

Um estudo publicado nesta quarta-feira (6) na revista científica Nature, com participação de pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), explicou pela primeira vez por que a covid causa inflamação grave em alguns pacientes, que desenvolvem dificuldades respiratórias e sofrem danos em múltiplos órgãos. O trabalho foi desenvolvido em parceria com a Escola de Medicina da Universidade Harvard e o Hospital Infantil de Boston, nos Estados Unidos. Os pesquisadores observaram que, ao tentar combater a infecção pelo Sars-CoV-2, o sistema imunológico produz um tipo específico de anticorpo, chamado fucosilado. A ação dessa proteína consegue impedir que o vírus se instale no pulmão, porém desencadeia uma produção descontrolada de células de defesa, o que pode criar uma inflamação até agora sem origem conhecida. 

1 em cada 13 com covid no Grã-Bretanha

Cerca de 1 em cada 13 moradores ou viajantes da Inglaterra, País de Gales e Escócia esteve infetada com covid-19 na semana passada, quantidade semelhante ao da semana anterior, estimo a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (Ukhsa), nesta sexta-feira. Na Irlanda do Norte, que fica na ilha da Irlanda, a taxa estimada é de 1 em cada 16 pessoas, informou o Office for National Statistics (ONS). A variante ômicron do coronavírus é a estirpe dominante em todo o Reino Unido, acrescentou o ONS. A Ukhsa detectou, em janeiro a ômicron XE, que combina duas estirpes desta variante. A XE pode ser mais contagiosa do que as versões anteriores e a OMS já foi notificada do risco.

Painel Coronavírus


Vacinados
• 11,37 bilhões de doses administradas (144,24% da população global — cumulativo, incluindo doses de reforço e estoques)
• 5,08 bilhões de pessoas atendidas (64,7% da população mundial)
• 98,22 milhões de pessoas nos países de baixa renda (14,8% entre os mais pobres)
• 414,01 milhões de doses distribuídas no Brasil (194,1% da população)

Primeira dose
• 508,52 milhões no mundo (6,46% da população com a primeira dose)
• 21,67 milhões nos países de baixa renda (3,26% entre os mais pobres)
• 19,96 milhões no Brasil (9,35% da população)

Segunda dose
• 4,59 bilhões no mundo (58,24% da população)
• 76,55 milhões nos países de baixa renda (11,51% entre os mais pobres).
• 161,63 milhões no Brasil (75,77% da população)

Doses de reforço
• 1,69 bilhão no mundo (21,67% da população)
• 81,35 milhões no Brasil (38,14% da população)
• 2,9 milhões no Brasil receberam a 4ª dose (1,35% da população)

Casos no Brasil
• 
30.123.963 – acumulado
• 21.257 – média móvel dos últimos 7 dias encerrados em 08/04 (queda de 13,94%)
• 29.001.370 – recuperados
• 461.471 – em acompanhamento (queda de 18,97% entre 1º/04 e 08/04)
• 14.335 – casos acumulados por grupos de 100 mil

Mortes no Brasil
• 661.122 – óbitos confirmados (acumulado)
• 160 – média móvel dos últimos 7 dias encerrados em 08/04 (queda de 21,95%)
• 2,2% – taxa de letalidade
• 314,6 – óbitos por grupos de 100 mil

– Dados atualizados em 08/04/2022

Fontes: Ministério da Saúde, secretaria estaduais e municipais de saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), consórcio de veículos de imprensa, Organização Mundial de Saúde (OMS) e Universidade Johns Hopkins

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.