Document
PATROCINADORES

Vítima de tradução torta, AstraZeneca virou “estrela da morte”

MONEY REPORT escolheu como a Fake News da Semana a confusão gerada pelo Google Translator. Não é verdade que o nome da farmacêutica AstraZeneca em latim signifique “ou seja, estrelas de matar” ou “estrela da morte” (em tradução livre), como vem se disseminando nas redes sociais. A agência de checagem Aos Fatos esclareceu que o nome da empresa, na realidade, se originou da fusão de duas outras companhias: a sueca Astra e a britânica Zeneca. E por isso, uma tentativa de tradução do latim é Falsa.

  • O nome da farmacêutica é resultado da fusão das companhias Astra, da Suécia, e Zeneca, do Reino Unido. “Astra” vem do grego “astron”, que significa “estrela”, Zeneca não tem significado.
  • José Rodrigues Seabra Filho, professor de Língua Latina da Universidade de São Paulo (USP) que explicou que a frase “ou seja, estrelas de matar”, traduzida ao latim, seria “id est, astra quae necant”, e não “astra ze neca”. Luiz Henrique Queriquelli, professor do departamento de Língua e Literaturas Latinas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), explicou que o termo “ze” não existe no idioma. Os especialistas apontaram que a ferramenta não é indicada para a tradução do latim em razão da frequência de erros;

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.