Document
PATROCINADORES

Vice-presidente da CPI da Pandemia quer afastamento de chefe da Abin

A revista Crusoé aponta nesta sexta-feira (7) que a Agência Brasileira de Inteligência teria sido acionada para levantar informações contra prefeitos e governadores no intuito de abastecer os senadores da base bolsonarista na CPI da Pandemia. A publicação, citando fontes supostamente envolvidas no trabalho, relata que uma ordem teria sido enviada por mensagem de WhatsApp para as 26 superintendências estaduais da Abin pedindo uma “compilação de dados sobre irregularidades relacionadas à pandemia em âmbito estadual e municipal”. Em mensagem publicada no Twitter, o vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), repercutiu a reportagem e sugeriu uma tentativa de obstrução da investigação parlamentar. Randolfe informou que pretende protocolar um pedido de afastamento do diretor-geral da agência, Alexandre Ramagem (foto). Antes da suspeita de uso político da Abin contra adversários do governo federal, Ramagem já estava na lista de possíveis convocados para prestar esclarecimentos à CPI. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) manifestou sua intenção de chamar o chefe da Abin para esclarecer uma insinuação feita por Bolsonaro sobre a existência de uma “guerra química” no mundo disfarçada de crise sanitária.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.