PATROCINADORES

Ativista sul-africana contra o apartheid Winnie Mandela morre aos 81 anos

JOHANESBURGO (Reuters) – A ativista antiapartheid Winnie Madikizela-Mandela, que foi mulher do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela durante as décadas que ele passou na cadeia, morreu nesta segunda-feira, aos 81 anos, informou um porta-voz da família.

Winnie Mandela morreu pacificamente e rodeada por familiares, após uma longa doença que levou a repetidas internações desde o início do ano passado, disse o porta-voz Victor Dlamini em comunicado.

“Ela lutou valentemente contra o Estado do apartheid e sacrificou sua vida pela liberdade do país”, disse. “Ela manteve viva a memória de seu marido preso Nelson Mandela durante seus anos na ilha Robben e ajudou a dar à luta pela justiça na África do Sul um de seus rostos mais reconhecidos”.

Winnie Mandela foi presa diversas vezes por sua participação na luta contra o governo de minoria branca e fez campanha pela libertação de seu então marido tanto no país como internacionalmente.

(Reportagem de Tanisha Heiberg)

tagreuters.com2018binary_LYNXNPEE310UD-VIEWIMAGE

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =

Pergunte para a

Mônica.