Document
PATROCINADORES

Uma emissora de TV pode interromper o discurso do presidente?

Na noite de quinta-feira, o presidente Donald Trump convocou uma coletiva na Casa Branca para denunciar uma suposta fraude eleitoral cometida para beneficiar o opositor Joe Biden. Não apresentou provas, apenas afirmando que estava vencendo e votos do candidato democrata começara a brotar “magicamente”, proporcionando uma virada (recheada de “votos ilegais”, segundo o presidente).

As três maiores cadeias de TV dos Estados Unidos tomaram a decisão, aparentemente sem combinar entre si, de não transmitir a totalidade do discurso presidencial. Uma emissora pode fazer algo do gênero? Se não for uma cadeia nacional de rádio e televisão, sim. Por ser uma propriedade privada, a rede televisiva pode passar o que quiser em seu sinal, com exceção dos momentos em que é requisitada pelo governo para um anúncio de interesse de todo o povo americano (no Brasil, ocorre o mesmo).

As redações enxergam com reservas o questionamento da lisura do processo eleitoral ou divulgação fake news, mesmo que a fonte seja o presidente. Essa foi a principal razão para interromper a transmissão do discurso.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.