Document
PATROCINADORES

Trump minimizou intencionalmente gravidade da pandemia, diz livro

O novo livro (“Rage”) do jornalista Bob Woodward, com publicação programada para 15 de setembro, traz relatos de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sabia da gravidade da pandemia do novo coronavírus e intencionalmente passou a minimizar em público os riscos para não espalhar pânico na população. “Vai pelo ar. Isso é sempre mais difícil do que por toque. Você não precisa tocar nas coisas. Certo? Mas o ar, você apenas respira o ar, e é assim que ele é transmitido. E então isso é muito complicado”, disse Trump a Woodward em gravação divulgada na quarta-feira (9) pela CNN. “É também algo muito mais mortal do que uma gripe forte. Isso é mortal”, acrescentou. A conversa ocorreu em 7 de fevereiro, antes da explosão de casos no país. Em um novo diálogo, de 19 de março, o presidente admitiu ao jornalista o motivo de deliberadamente esconder a seriedade do cenário. “Eu quis sempre minimizar. Ainda gosto de minimizá-la, porque não quero criar pânico”, comentou. Ao lado de Carl Bernstein, Bob Woodward foi responsável por revelar o escândalo de Watergate, que levou o presidente Richard Nixon à renúncia.

Por que é importante

Os Estados Unidos hoje lideram os rankings de mortes por coronavírus (mais de 160 mil) e de casos registrados da doença (mais de 6 milhões)

Quem ganha

O democrata Joe Biden, rival de Trump nas eleições de novembro

Quem perde

A população americana, que não foi devidamente alertada pelo presidente sobre a gravidade da pandemia

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.