Document
PATROCINADORES

STF e partidos preparam reação institucional aos ataques de Bolsonaro

O resultado dos atos do 7 de Setembro estará em pauta tanto no Executivo quanto no Judiciário nesta quarta-feira (8). Jair Bolsonaro (sem partido), que convocou os atos e fez ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF) em discursos na Esplanada dos Ministérios e na Avenida Paulista, será tema em reunião convocada pelo Partido Democrático Brasileiro (PDT) com PT, PSOL, Solidariedade, Rede e Cidadania. MDB, PSDB, DEM, PSL E PSD não responderam ao covnite do pesidnte do partido, Carlos Lupi.

Já o presidente do STF, Luiz Fux, se manifestará sobre o assunto no início da plenária com os demais membros da Corte. A expectativa é que Fux e os demais magistrados se posicionem firmememente contra as declarações do presidente, que disse que não cumprirá as determinações legais que discordar. É tido como certo que Fux prepara um discurso afirmando que não se curvará. Em Brasília, Bolsonaro mencionou o Supremo e efetuou ataques ao ministro Alexandre de Moraes sem citar nomes. Já em São Paulo, foi direto sobre o que pensa do ministro, relator do inquérito das fake news, a quem chamou de “canalha”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.