Document
PATROCINADORES

STF decide enviar casos relacionados a caixa 2 para Justiça Eleitoral

Em votação apertada, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (14), por 6 votos a 5, enviar investigações sobre caixa 2 relacionadas a outros crimes (como corrupção e lavagem de dinheiro) para a Justiça Eleitoral. Os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Alexandre de Moraes, Celso de Mello e o presidente da Corte, Dias Toffoli, votaram a favor do envio. Cármen Lúcia, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Edson Fachin e Luiz Fux foram a favor de dividir os processos com a justiça comum, como vinha sendo feito. O STF julgou a questão através de um inquérito envolvendo o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ), investigados por caixa 2, lavagem de dinheiro, corrupção e evasão de divisas. Com a decisão, ambos serão julgados pela Justiça Eleitoral.

Por que é importante

A decisão do Supremo impõe uma derrota severa à Lava Jato, que começou em 2014

Quem ganha

Políticos que não serão mais investigados pela justiça comum

Quem perde

A Lava Jato e o Ministério Público. Na opinião dos integrantes da força-tarefa, a Justiça Eleitoral não tem estrutura para avaliar todos os casos em uma velocidade satisfatória

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.