PATROCINADORES

Sem dar prazo, Maia diz que China vai acelerar envio de matéria-prima da CoronaVac

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (20), após reunião virtual com o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, que o atraso na liberação de insumos chineses para a produção da CoronaVac no Brasil se deve a razões técnicas e não políticas. porém, Maia não falou de prazos.

O atual presidente da Câmara destacou que o embaixador deixou claro que não há obstáculo diplomático para entrega do material para os imunizantes aos brasileiros. O governo chinês teria se comprometido a trabalhar para acelerar a exportação dos insumos para a fabricação de vacinas contra a covid-19 no Brasil. “O diálogo com o governo de São Paulo e o Instituto Butantan vai fazer com que a gente consiga avançar o mais rapidamente possível. A decisão do governo chinês é atender a população brasileira”, destacou.

Rodrigo Maia disse ainda que a embaixada chinesa não citou nenhum contato do governo brasileiro para tratar do tema.

(Agência Câmara e Agência Brasil)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + nove =

Pergunte para a

Mônica.