PATROCINADORES

Saída de Bolsonaro do PSL enfraquecerá base do governo

A iminente saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL fragilizaria ainda mais a base do governo. Em lados opostos desde o início do mandato, Bolsonaro e o deputado Luciano Bivar, presidente da sigla, atingiram o ápice da crise após o presidente dizer que o deputado estava “queimado para caramba”.

Fundado em 1998, o PSL passou de partido “nanico” à segunda maior bancada na Câmara, com 53 deputados, atrás apenas do PT, com 54 congressistas, após a entrada de Bolsonaro no início de 2018 para a disputa presidencial. Desse total, 20 deputados já declararam apoio irrestrito ao presidente e a intenção de acompanhá-lo na possível saída da legenda.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =

Pergunte para a

Mônica.