Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Roberto Jefferson passa a militar com tudo no Twitter

Roberto Jefferson passa a militar com tudo no Twitter

Depois que Jair Bolsonaro se aproximou politicamente do Centrão, o ex-deputado Roberto Jefferson — condenado por corrupção no escândalo do Mensalão — se tornou um dos mais enfáticos defensores do presidente através das redes sociais.

Hoje, postou uma foto segurando uma metralhadora. Na legenda, diz estar se “preparando para combater o bom combate”, vociferando contra o que chama de “vendilhões da pátria” (Jefferson, lembre-se, foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal por crime de corrupção passiva).

Falando em STF, a Alta Corte também entrou na mira do ex-deputado, assim como a TV Globo: “Bolsonaro, para atender o povo e tomar as rédeas do governo, precisa de duas atitudes inadiáveis: demitir e substituir os 11 ministros do STF, herança maldita. Precisa cassar, agora, todas as concessões de rádio e TV de empresas concessionárias GLOBO. Senão fizer, cai”.

Segundo a lei, apenas o Senado pode julgar o processo de impeachment de um membro do Supremo. No caso de emissoras de televisão, o Congresso também precisa ser ouvido caso o mandatário queira interromper a concessão de seus canais de telecomunicação.

Em outros posts, Jefferson atacou o ministro Alexandre Moraes, sem citá-lo, e as novelas “inspiradas em Sodoma e Gomorra” da emissora carioca. Também cutucou o Partido Comunista chinês, o terrorista Cesare Battisti e os governadores João Doria e Wilson Witzel. Apenas no dia de hoje. Não é à toa que seu nome entrou nos trending topics do Twitter na tarde de sábado (9).

Envie seu comentário

3 × 2 =