Document
PATROCINADORES

Renda Cidadã respeitará teto de gastos, diz relator

O governo demorou semanas para anunciar o que todos queriam ouvir. Nesta segunda-feira (5), o senador Márcio Bittar (MDB-AC) afirmou que o novo programa social Renda Cidadã será anunciado, oficialmente, na próxima-feira (7), respeitando o teto de gastos. Relator do Orçamento de 2021, Bittar fez a anúncio ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes, que não se manifestou.

Foi um clara tentativa de tranquilizar investidores diante do que é chamado de risco de populismo fiscal da administração Bolsonaro. Porém, o governo ainda não explicou como vai funcionar o mecanismo de financiamento do programa, que pretende substituir e até ampliar o Bolsa Família.

O anúncio foi feito após uma reunião com café da manhã no Palácio da Alvorada, entre o senador, o presidente Jair Bolsonaro, presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Guedes não participou.

“Não vou entrar em nenhuma ideia de onde e como o Renda vai ser financiado. A não ser afirmar que é uma decisão de todo mundo, liderada pela equipe econômica, pelo ministro Paulo Guedes. Que a solução, qualquer que seja ela, quaisquer que sejam elas, será dentro do teto”, afirmou Bittar.

Na proposta original que causou discórdia com Guedes e sua equipe, o governo quis bancar o novo programa social com verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e com remanejos de recursos que seriam destinado ao pagamento de precatórios. O governo foi criticado interna e externamente diante dos riscos de ultrapassagem do teto, pedaladas fiscais e suspeitas de tentativa de maquiagem das contas.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.