Document
PATROCINADORES

Quase 34 milhões de brasileiros ainda seguem em isolamento

A edição semanal da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (9), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indica que o número de brasileiros rigorosamente isolados para contenção da pandemia caiu em 1,6 milhão entre a segunda e a terceira semana de setembro, totalizando 33,8 milhões

O grupo das pessoas que reduziu o contato, mas continuou saindo ou recebendo visitas, aumentou em 2,4 milhões na terceira semana de setembro. As pessoas que adotaram esse comportamento mais flexível agora somam 85,7 milhões – cerca de 40,5% da população, o maior grupo da pesquisa.

De acordo com o IBGE, anteriormente o maior grupo entre a população era formado por pessoas que ficavam em casa e só saíam por necessidade básica. Eles representam 39,9% da população na semana de 13 a 19 de setembro, somando 84,4 milhões de pessoas.

Outro grupo que permaneceu estável foi o formado por aqueles que não adotaram qualquer medida de restrição, somando 6,5 milhões de pessoas, ou 3,1% da população.

Para a coordenadora da pesquisa, Maria Lucia Vieira, a flexibilização do isolamento social é uma tendência. “Toda semana tem cada vez menos pessoas que ficam rigorosamente isoladas dentro de casa. Elas passam para uma medida um pouco menos restritiva, que é sair para resolver algumas coisas”, disse a pesquisadora, em nota do IBGE.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.