Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

PT divulga nota em “defesa” de Temer

PT divulga nota em “defesa” de Temer

Após passar os últimos três anos criticando o ex-presidente Michel Temer (MDB), o PT divulgou uma nota nesta quinta-feira (21) afirmando que a prisão do emedebista faz parte de “mais um dos espetáculos pirotécnicos que a Lava Jato pratica sistematicamente, com objetivos políticos e seletivos”. Para o PT, que antes considerava Temer “golpista”, hoje o ex-presidente é vítima. Alguns parlamentares petistas foram na mesma linha. A deputada Maria do Rosário, uma das mais críticas a Temer, disse que os mandados (o ex-ministro Moreira Franco também foi detido) de prisão são “mais um gesto midiático”. O senador Jaques Wagner relatou “preocupação com o ambiente de caça às bruxas dos políticos”.

Para o cientista político e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Jorge Zaverucha, a nota do PT pode até soar contraditória, mas, se for lida com mais calma, representa uma linha de raciocínio que dá sustentação à ideia de que o ex-presidente Lula é um “preso político”. “É uma estratégia do PT. O partido quer mostrar que a prisão de Temer é ilegal, para manter o discurso de que Lula é vítima e foi preso ilegalmente”. Segundo a nota do PT, o partido espera que as prisões decretadas nesta quinta-feira tenham sido baseadas em “fatos consistentes e não apenas por especulações e delações sem provas”.

“Isso faz parte do jogo dos petistas. Eles não estão defendendo Temer, mas sim sustentando o discurso de que são vítimas”, explica Zaverucha. O ex-presidente Michel Temer foi preso após pedido da força-tarefa da Lava Jato, a mesma operação que condenou Lula a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex.  

Envie seu comentário

oito − seis =