PATROCINADORES

PT divulga nota em “defesa” de Temer

Após passar os últimos três anos criticando o ex-presidente Michel Temer (MDB), o PT divulgou uma nota nesta quinta-feira (21) afirmando que a prisão do emedebista faz parte de “mais um dos espetáculos pirotécnicos que a Lava Jato pratica sistematicamente, com objetivos políticos e seletivos”. Para o PT, que antes considerava Temer “golpista”, hoje o ex-presidente é vítima. Alguns parlamentares petistas foram na mesma linha. A deputada Maria do Rosário, uma das mais críticas a Temer, disse que os mandados (o ex-ministro Moreira Franco também foi detido) de prisão são “mais um gesto midiático”. O senador Jaques Wagner relatou “preocupação com o ambiente de caça às bruxas dos políticos”.

Para o cientista político e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Jorge Zaverucha, a nota do PT pode até soar contraditória, mas, se for lida com mais calma, representa uma linha de raciocínio que dá sustentação à ideia de que o ex-presidente Lula é um “preso político”. “É uma estratégia do PT. O partido quer mostrar que a prisão de Temer é ilegal, para manter o discurso de que Lula é vítima e foi preso ilegalmente”. Segundo a nota do PT, o partido espera que as prisões decretadas nesta quinta-feira tenham sido baseadas em “fatos consistentes e não apenas por especulações e delações sem provas”.

“Isso faz parte do jogo dos petistas. Eles não estão defendendo Temer, mas sim sustentando o discurso de que são vítimas”, explica Zaverucha. O ex-presidente Michel Temer foi preso após pedido da força-tarefa da Lava Jato, a mesma operação que condenou Lula a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex.  

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.