Document
PATROCINADORES

Posse de ministra do Trabalho vira batalha jurídica

A posse de Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho, marcada para esta terça-feira, virou dor de cabeça para o governo federal. O juiz federal Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), concedeu liminar suspendendo a cerimônia. O magistrado afirma que a nomeação da deputada federal fere o princípio constitucional da moralidade administrativa. A filha de Roberto Jefferson foi condenada em ação trabalhista movida por um motorista que alega ter trabalhado para a parlamentar sem carteira de trabalho assinada. A Advocacia-Geral da União (AGU) já protocolou recurso para reverter a decisão.

Por que é importante

A decisão cria um constrangimento para o governo Michel Temer e atrasa mais uma vez a nomeação de um titular para o Ministério do Trabalho

Quem ganha

O Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Miti), responsável pela ação

Quem perde

O governo, envolvido em uma disputa jurídica para garantir a posse

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.