PATROCINADORES

Porta-voz de Temer nega que intervenção seja agenda eleitoral

O porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, disse nesta quarta-feira (21) que a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro não é uma agenda eleitoral do presidente Temer. Parola afirmou que a decisão foi tomada com base em demanda da sociedade. “O governo seguirá sua trajetória sem pautar-se pela busca do aplauso fácil, mas na rota firme das decisões corajosas que buscam enfrentar e resolver os dramas verdadeiros de nossa nação, sem nenhuma significação eleitoral”, destacou o porta-voz.

Por que é importante

Analistas acreditam que o presidente Temer pode buscar a reeleição ao dar destaque a uma pauta com apelo mais popular

Quem ganha

A bancada da bala no Congresso, que pode aproveitar o momento para avançar projetos polêmicos

Quem perde

A pauta econômica, como a reforma da Previdência

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − nove =

Pergunte para a

Mônica.