PATROCINADORES

PGR quer rejeição de requerimentos de Lula para suspeição de Moro

Em parecer encaminhado ao STF, a Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu a rejeição de novos requerimentos apresentados pela defesa do ex-presidente Lula no procedimento que trata do pedido de suspeição do ex-juiz Sergio Moro. Os advogados do petista, que buscam no Supremo a anulação das condenações contra ele, apontam como causa da suposta suspeição o fato de Moro ter assumido o cargo de ministro da Justiça no governo do presidente Jair Bolsonaro. Além disso, para sustentar que o ex-juiz teria atuado com parcialidade nos processos de Lula, a defesa incluiu nos requerimentos conversas do ex-juiz com integrantes da força-tarefa da Operação Lava-Jato, vazadas pelo site The Intercept. A PGR considerou que os advogados não apresentaram elementos que comprovem uma suspeição do então juiz e apontou ainda a inexistência de irregularidades nos diálogos entre Moro e os procuradores.

“Ainda que fossem lícitas e autênticas (as mensagens), não demonstram conluio ou suspeição e as decisões proferidas pelo juiz estão embasadas em fatos, provas e na lei e, embora intensamente questionadas no Judiciário, foram confirmadas”, destaca um trecho do parecer.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.