PATROCINADORES

PGR defende uso de US$ 1,6 bi de fundo da Lava-Jato no combate à pandemia

O procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitou ao STF na quinta-feira (19) a realocação de R$ 1,6 bilhão recuperados pela Operação Lava-Jato para financiar ações de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus. O dinheiro tem como origem um acordo feito pela Petrobras com autoridades dos Estados Unidos para encerrar investigações no país. Em setembro do ano passado, o ministro Alexandre de Moraes determinou que o montante do fundo da Lava-Jato fosse destinado ao Ministério da Educação. Agora, como o recurso ainda não foi executado pela pasta, Aras defende a aplicação do dinheiro para conter a crise provocada pelo avanço da doença.

“Esse cenário, portanto, exige que ações emergenciais e extraordinárias sejam adotadas com o fim não apenas de conter a propagação e contágio do vírus, mas também de cuidar dos doentes e públicos prioritários”, destacou o procurador.

A petição será analisada por Moraes.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.