PATROCINADORES

PGR dá parecer favorável à ida de Geddel para o regime semiaberto

Em parecer encaminhado ao STF, a Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu a progressão do ex-ministro Geddel Vieira Lima para o regime semiaberto. O político, que está preso desde julho de 2017, cumpre pena de 14 anos e 10 meses pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso relacionado ao bunker de R$ 51 milhões. O posicionamento da PGR atende a um pedido da defesa do ex-ministro. Os advogados alegam que Geddel já cumpriu parte da condenação e preenche os requisitos legais para receber autorização para sair durante o dia para trabalhar e retorna ao presídio à noite. A decisão sobre a progressão de regime caberá ao ministro Edson Fachin, relator do caso no Supremo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + oito =

Pergunte para a

Mônica.