Document
PATROCINADORES

PF reforça que Adélio Bispo teria agido sozinho em ataque

A Polícia Federal informou ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) que não há evidências, até o momento, de participação de outras pessoas no atentado contra ele durante a campanha eleitoral, em setembro do ano passado. Há duas semanas, no Twitter, Bolsonaro havia cobrado esclarecimentos sobre o caso. Em reunião na segunda-feira (25), a PF reforçou a tese de que Adélio Bispo teria agido sozinho. O inquérito ainda será concluído com a análise dos materiais apreendidos com um advogado do autor do ataque.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.