PATROCINADORES

PF: Auditores da Receita extorquiram empresários investigados pela Lava-Jato

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (2) uma nova fase da Operação Lava-Jato, batizada de Armadeira, que tem como alvo uma organização criminosa que atua na Receita Federal no Rio de Janeiro. Estão sendo cumpridos 14 mandados de prisão e 38 de busca e apreensão. A apuração revelou que empresários investigados pela Lava-Jato foram extorquidos por auditores da Receita no estado. Os envolvidos cobravam propina das vítimas em troca do cancelamento de multas milionárias por sonegação fiscal. Supervisor de Programação da Receita na Lava-Jato do Rio, o auditor Marco Aurelio Canal é apontado como o chefe do grupo. Ele já foi preso na ação de hoje.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =

Pergunte para a

Mônica.