PATROCINADORES

Paulo Rabello de Castro: “Precisamos reler e refazer a Constituição”

O pré-candidato do PSC à Presidência da República, Paulo Rabello de Castro, participou nesta quinta-feira (24) do evento MONEY REPORT Agenda de Líderes. Rabello de Castro afirmou que deixou a presidência do BNDES para entrar na disputa pelo Palácio do Planalto pela “irritação de ver o que os outros não fazem tão bem”. “Não quis mais terceirizar planos de governo. Decidi me apresentar para bater o pênalti”, explicou. Para o presidenciável, o eleitor quer renovação e pede alguém “além do político, mas que não deixe de olhar a política”. “Um candidato que saiba resgatar e valorizar os desejos da população”, comentou. Se eleito, o pré-candidato do PSC disse que pretende modificar a PEC do Teto de Gastos. “Propor 20 anos de ajuste fiscal é um equívoco. Nenhuma empresa faz isso. Tem que ser feito em dois anos no máximo”, apontou. Além disso, adiantou que deverá apresentar uma revisão constitucional já no início do eventual mandato, em 2019. “A Constituição está cheia de puxadinhos. Precisamos reler o texto e refazê-lo”. Sobre o seu desempenho nas pesquisas, Rabello de Castro minimizou os resultados. “Vou subir”, completou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 12 =

Pergunte para a

Mônica.